• TELEFONE (48) 3343 2520

Perguntas mais frequentes

1. Quais são as consequências de problemas de energia?
Até mesmo pequenos problemas podem fazer você perder dinheiro. Todas as vezes que uma interrupção de energia atrasa o trabalho em andamento, tempo valioso é perdido, e tempo perdido significa dinheiro perdido. Pior ainda, e caro, é fato de que os problemas de energia não podem apenas corromper arquivos de dados críticos, mas também podem danificar computadores, redes e eletrônica de precisão permanente.
2. Porque você deve se preocupar com problemas de energia?
Mesmo a menor perturbação em energia elétrica pode provocar danos a um computador, uma rede ou equipamento eletrônico sensível, tal como equipamento de controle de processo e de ponto de venda. No mínimo, os problemas de energia podem causar desligamentos inesperados e equipamentos danificados. No pior dos casos, "a má qualidade de energia" pode causar a perda de dados ou destruir equipamentos.
3. Como os problemas de energia podem ser evitados?
Conecte sempre o seu equipamento eletrônico sensível a um transformador isolado, protetores eletrônicos de energia, protetores contra surtos, ou, para a melhor proteção, a um No-Break. Problemas como blecaute não podem ser eliminados, mas os danos que causam podem ser evitados com um No-Break, que mantem um fluxo contínuo de energia até que o sistema possa ser desligado automaticamente com segurança.
4. O que pode acontecer a um transformador se a sua faixa de potência não for respeitada?
Um transformador é uma máquina elétrica robusta e, se mantidas as sua características de projeto, como tensão e potência, dificilmente este apresentará problemas. Porém, se a sua faixa de potência não for respeitada, como por exemplo um transformador projetado para suprir uma potência de 500 VA, for aplicado para alimentar uma carga que irá consumir 1000 VA de potência, em muito pouco tempo haverá a queima deste transformador por sobrecarga. Como medida de segurança, aconselhamos uma margem de segurança de 30% a mais no dimensionamento de um transformador.
5. O que pode acontecer a um transformador e a carga alimentada, se o transformador for alimentado pela sua saída, se a tensão alimentada for incompatível com a de projeto para aquele enrolamento?
No caso de um transformador projetado para transformar uma tensão de entrada de 220 Vca para uma tensão de saída de 110 Vca, se for invertido a sua entrada, ou seja, alimentar com uma tensão de 110 vca, no lado de 110 vca, teremos no outro lado uma tensão de 220 Vca. Porém, se for aplicada uma tensão de 220 Vca, no enrolamento projetado para operar com uma tensão de 110 Vca, teremos a queima deste transformador devido a sobretensão. Poderemos ter também a queima da carga alimentada pelo transformado, haja visto que a relação de transformação irá se manter (no exemplo = 1:2), ou seja, se aplicarmos 220 Vca no enrolamento de 110 Vca, teremos uma tensão de até 440 Vca no outro lado.
6. O que é um autotransformador?
O autotransformador, e uma máquina elétrica que transforma um determinado valor de tensão para um outro nível mais baixo (ou mais alto), onde geralmente, o secundário é obtido de uma derivação do enrolamento primário. Nota-se que neste caso, existe uma ligação física entre os dois enrolamentos, portanto, toda e qualquer perturbação existente ou provocada na rede de alimentação na entrada, será transferida á saída. Exemplo:
7. O que é um transformador isolador?
O transformador isolador, tem a mesma função do autotransformador, ou seja, transformar determinado valor de tensão para um outro nível mais baixo (ou mais alto), porém, o secundário é obtido de um enrolamento totalmente isolado do primário. Neste tipo de transformador, como não há ligação física entre o primário e o secundário (apenas indução magnética), as perturbações existente ou provocada na rede de alimentação, não serão transferidas á saída, sendo filtradas pelo transformador isolador. Exemplo:
8. É possível aumentar ou diminuir a tensão de um transformador?
Os transformadores comerciais adquiridos em casas especializadas, não oferecem a possibilidade de aumentar ou diminuir o valor da sua tensão na saída pois não possuem TAP (terminal de ajuste de potencial) de ajuste. Os transformadores destinado a distribuição de energia utilizado pelas concessionárias, apresentam esta possibilidade pois possuem os TAP´s, o que é largamente utilizado pelas concessionárias quando algum consumidor reclama que sua “luz” está baixa. A concessionária faz um estudo e não sendo constatada uma sobrecarga, é então feito o ajuste no TAP do transformador. Estes TAP´s podem estar disponíveis tanto na entrada quanto na saída do transformador, ou nos dois lados.